Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

Palavras de Areia

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã.

04.07.18

Pôr do sol

Maresia
Respirar fundo e deixar entrar o ar, a paz e o que de mais belo e simples existe naquilo que nos rodeia.O dia pode ser matreiro, barulhento e inconveniente, mas o pôr do sol é sempre compreensivo, calmo e reconfortante.É o colo que nos acalma e nos renova as energias. Só nós podemos faltar ao encontro, ele está sempre lá para nós. Mais belo, mais chuvoso, mais tímido, mas nunca falha a sua metamorfose, com que fecha os nossos dias e nos oferece a lua e as estrelas, o silêncio (...)
30.06.18

Bom dia, Sol

Maresia
O sol pediu à nuvem Licença para passar. A nuvem desajeitada, Levou tempo a desviar. Luísa, ali fechada, Sem o sol para a brindar, Sem os seus raios de luz, Ficou no escuro a chorar. Mas a nuvem vagarosa, Com o vento a ajudar, Deixou o sol esgueirar-se E pôr o quarto a brilhar. Luísa, bateu as palmas. Deu os bons dias a gritar. Saudou cada recanto. Quem lhe dera dançar! O seu quarto é o seu mundo, Seu sorriso a energia solar. Com chuva faz curto circuito, Nem se consegue ligar.  
15.05.18

Família

Maresia
Família! A família é a minha raíz, aquela que me gerou, que me deu a mão para me ensinar a caminhar sozinha. Os de coração são impressões digitais na minha vida, na minha alma. Aqueles que caminharam ao meu lado e me encheram o coração de amor e a cara de sorrisos. Hoje, a vida rouba-nos o nosso tempo juntos. Talvez por isso, na infância tenhamos vivido tão intensamente. Sabendo que um dia todo o... tempo do mundo iria findar. Hoje damos a mão às nossas crianças, aos (...)
06.05.18

Os meus Super-heróis

Maresia
A analogia às fadas até poderia soar melhor, mas são três rapazes, três super-heróis fantásticos. E como eles próprios são fãs destas criaturas marvelescas e DC cómicas, aqui vai... O primeiro herói dei à luz há quase 14 anos. Uma miúda de 25 anos e o seu bebé enoorrrme, de 4,250 kg e 54 cm...Espantava-me que o meu ser mágico fosse o maior do berçário. Nascera crescido e lindão, a debitar charme, com direito a foto numa revista e tudo. Começava a sua missão e plantou (...)
18.04.18

Boa Nova

Maresia
Escreve-me as novas. Conta-me o quão feliz te sentes, que quão gigante te sentes perante o fim da guerra. Ganhaste! E como não?!  Mesmo quando o teu coração se sentiu pequeno e esmagado perante a luta, os tiros, as mortes, a tua alma era enorme, sempre enorme, no sentir, no sofrer, mas acima de tudo no persistir. Persistirá! Escreve-me as novas. Conta-me que o sol já não te ofusca, te aquece. Que a noite já não é de fantasmas, mas de um céu estrelado esmagador, daqueles que (...)
29.03.18

1986 - As minhas memórias

Maresia
E, graças à recente série 1986, outra viagem no tempo aconteceu. O meu pai, um acérrimo partidário do CDS e um exemplo de campanha pelo Freitas, com os seus Prá Frente Portugal na caixa do correio, na parede do nosso quarto (entendenda-se meu e da minha irmã e único que permitia tal acometimento ao papel de parede), no belo do blusão, e tenho pra min, um ou outro que surgiu na porta da rua e junto às campainhas do prédio. E como campanha sem bandeira não é campanha, eram muit...a (...)
21.03.18

Poesia

Maresia
Canto da alma, sussuro melodioso, dança de palavras, rodopio de borboletas. Hipérbole, metáfora. Perífrase, eufemismo. Aconchego de sentimentos, Casa de sonhos, de vida.   Mundo mágico só meu, Que partilho contigo.   Dia mundial da Poesia - 21 de março
19.03.18

Dia dos Pais

Maresia
Os pais, tive dois. Tive colo e abraços, mas não houve tempo para mais amassos. Nem mais beijos e laços, nem para birras e brigas, nem para que vos diga: - Gosto de ti, pai! Dos dois, sem intriga.   De vós guardo o sorriso, a figura de gigante, de quem era menina. Que vos via, heróis de valentia, levada na vossa guarida de carinho e de mestria.    
12.03.18

Poema da chuva

Maresia
Há dias de aperto no peito, de lágrima fácil, Dias cinzentos, de nuvens pesadas. Dias em que as portas de fuga se fecham, De claustrofobia e correntes.   Poemas de chuva, Canções de sombras, Assobios de vento. De olhos fechados, Respiro fundo…   Há dias de vento, de calafrios, Dias demorados, que nos colam ao chão. Dias em que não quero ouvir ninguém, De sossego e quebranto.   Poemas de chuva, Canções de sombras, Assobios de vento. De olhos fechados, Respiro fundo…
05.03.18

Os dias de agora...

Maresia
Cada vez mais, vejo pessoas exultantes com os seus animais de estimação. Passeiam os seus cães pelo parque, tratam-nos como se fossem filhos a darem os primeiros passos, carinhosos com os seus animais até mais não.Todos os dias centenas de posts a defender os direitos dos animais inundam as redes sociais...outra centena de pedidos de ajuda para animais abandonados...Em contraste, vejo velhos sozinhos, deambulando por aí, alheados nos bancos de jardim, caras que espreitam o mundo que (...)